domingo, 24 de julho de 2011

Falando sobre sexo com crianças




Chega um momento da vida em que aquela boneca tão querida fica de lado. Que os meninos nem querem mais brincar de bola ou usar seu relógio omnitrix. Outros interesses começam a povoar a cabeça da garotada: “será que aquele menino piscou para mim?”, “nossa, aquela menina tem um corpo tão bonito”.


Essa fase já chegou para você, plenamigo? Então, muito provavelmente, você está entrando na puberdade, que é a fase inicial da adolescência. Na puberdade ocorrem várias transformações físicas e biológicas no corpo dos meninos e meninas, mas a principal delas está ligada ao desenvolvimento dos órgãos sexuais (entre 10 e 13 anos para as meninas, e 12 e 14 para os meninos).


Nos meninos, é a fase de aparecimento de pêlos pubianos, crescimento do pênis e testículos, engrossamento da voz, crescimento corporal, surgimento do pomo-de-adão (aquela bolinha no meio do pescoço) e primeira ejaculação.


Entre as meninas, as mudanças mais importantes são: começo da menstruação (a primeira é chamada de menarca), desenvolvimento das glândulas mamárias, aparecimento de pêlos na região pubiana e nas axilas e crescimento da região da bacia. Ai ai, quanta coisa, não é mesmo?
Ah, não se pode deixar de falar que as mudanças hormonais favorecem o aparecimento das tão odiadas espinhas. Ai!
Essa é provavelmente a fase mais confusa de nossa vida. Por isso, não se assuste com a impressão de que ninguém te entende. Afinal, nem você mesmo se entende, não é mesmo? A dificuldade desse período é provocada por uma mudança de papéis. A pessoa já não é mais criança, mas também não é adulta. Oscila entre os desejos e interesses da fase anterior e da que está por vir. O resultado? Um monte de dúvidas que, provavelmente, só vão se resolver com o tempo.


Sexualidade infantil 
Você já reparou como alguns bebês e crianças pequenas gostam de ficar mexendo nos órgãos genitais? Pois é, a sexualidade é uma coisa normal para os seres humanos. A psicóloga Fernanda Roche afirma que “a criança cedo aprende a brincar e a tirar prazer de seu próprio corpo, e isto faz parte de seu desenvolvimento tanto quanto engatinhar, andar ou falar.”
Ela também diz que a educação sexual é um papel para a vida inteira. E completa: “Dependendo da atitude dos pais, as crianças aprendem se sexo é bonito ou feio, certo ou errado, conversável ou não.”






TIRANDO DÚVIDAS

Dúvidas sobre o sexo são muito comuns. E não são muitos os espaços confiáveis para encontrar as respostar procuradas, certo? Por isso, a Turma do Plenarinho consultou a psicóloga e sexóloga Rosenilda Moura que falou um pouco sobre as perguntas mais frequentes da garotada.


Como diferenciar ejaculação do xixi?


Rosenilda: Você poderá diferenciar a ejaculação do xixi principalmente por sua coloração e viscosidade. O xixi possui um aspecto mais aquoso e amarelado. A ejaculação possui uma coloração leitosa e apresenta uma viscosidade mais pegajosa.




Eu já tomo pílula. É importante obrigar meu namorado a usar camisinha também? O que fazer se ele se recusar a usar?


Rosenilda: Em primeiro lugar, ninguém deve obrigar ninguém a fazer qualquer coisa. O que você pode fazer com o seu namorado é ter uma conversa acerca da importância de se proteger contra as transmissões das doenças sexualmente transmissíveis/AIDS e de uma gravidez não planejada. Caberá a você um julgamento e uma atitude em torno da recusa do seu namorado. Além disso, você poderá refletir sobre a seguinte questão: será que ele dá a importância adequada aos aspectos da saúde e da vida, especialmente da sua e da dele?




Masturbação faz mal?


Rosenilda: Não. A masturbação faz parte do desenvolvimento psicológico e sexual da pessoa e não acarreta qualquer mal à saúde, desde que não seja um comportamento compulsivo, pois os comportamentos compulsivos (por exemplo, se masturbar todos os dias ou mais de uma vez ao dia de forma frequente) indicam sintomas que devem ser tratados.


Como é que a gente sabe que já está na hora de perder a virgindade?


Rosenilda: Quando a pessoa avalia que há um desenvolvimento satisfatório dos aspectos biológicos, psicológicos, sociais, culturais e espirituais, todos permeando o seu código interno de valores e comportamentos. Portanto, não há um momento certo para se perder a virgindade. Tampouco um momento errado. Isso depende da história de vida de cada pessoa.


O que é orgasmo?


Rosenilda: Orgasmo é uma das fases da resposta sexual humana em que a pessoa tem a sensação subjetiva de atingir o clímax ou êxtase sexual. Essa fase é caracterizada por alterações anatômicas e fisiológicas do organismo e por contrações rítimicas e involutárias dos genitais internos e externos, tais quais, pênis, vagina, útero, próstata, etc.


Posso perder a virgindade com a masturbação?


Rosenilda: Sim. Principalmente se você introduzir algum objeto na vagina enquanto estimula o clitóris. Esse objeto poderá romper a membrana que conhecemos como hímen. E aí ficará caracterizada a perda da virgindade.


Tenho sentido atração por pessoas do mesmo sexo. O que faço?


Rosenilda: Se isso estiver provocando incômodos em você, procure a ajuda de um profissional, como um psicólogo. Se o psicólogo tiver formação em sexualidade humana, melhor ainda.




Dicas de livros sobre o assunto:


- Sexo não é bixo papão. Marcos Ribeiro e Bia Salgueiro


- Menino brinca de boneca? Marcos Ribeiro


- Mamãe, como eu nasci? Marcos Ribeiro


Internet


http://www.adolescencia.org.br/adolescencia/default.asp


http://br.guiainfantil.com/sexualidade/337-educacao-sexual-das-criancas.html 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário